1

Os Iorubás

OxalufanLocalização/Instituições

Na porção noroeste do continente africano e a sudeste da confluência do rio Níger com o Benué. Tem como vizinhos edos, ibos e nupês.

Suas aldeias, habitadas por várias linhagens, tinham governantes escolhidos pela idade ou proximidade de parentesco com o ancestral comum.

Um pequeno grupo dessas aldeias já formava uma cidade-estado chefiada por um líder – olu, obá ou alojá entre os iorubás – de uma origem familiar proeminente e com experiência em outros postos de comando.

Esse governante, em geral era um homem muito rico, que controlava entre outras coisas o mercado.

Orígem dos iorubás

No início dos tempos, havia apenas o povo de Ifé, depois vieram os Oió, Savé, Queto, Ifonyin, Egbá, Ijebu, Ondô, Ijexá e Equiti.

Os Hauçás costumam dizer que o povo de Ifé se originou de alguns descendentes de Canaã, da tribo de Ninrod, que teriam sido retirados da Arábia por um príncipe, Ya-ruba e migrado para o seu atual território, deixando parte do seu povo pra trás.

Outros dizem que Odùdúwà, o pai de todos aqueles que depois se chamaram iorubás, era filho de um rei árabe, e que, por resistir ao Islã, teria sido expulso pelos fiéis muçulmanos. segundo essa versão, Odùdúwà, atravessando o deserto de Saara, perseguido pelos inimigos, chegou ao Níger, com suas divindades e sua gente; e, nas florestas da futura terra dos iorubás fundou Ilê-Ifé. Porém, isso retrata uma confusão do nome Meca, cidade dos muçulmanos com Meko, cidade Iorubana. Outros dizem que os primeiros habitantes de Ilê-Ifé vieram da terra dos nupês ou hauçás. Porém, os mais velhos dizem que os primeiros iorubás nasceram em Ifé. Não só eles, mas também a Terra e os seus primeiros habitantes humanos.

Próximo post: Desavenças entre Obàtálà e Oùdúwà, cegueira e morte de Odùdúwà.

KITÁBU – O livro do saber e do espírito negro africano. ( Ney Lopes).